Início
/
Serviços
/
Cuidados Continuados Integrados
Cuidados Continuados Integrados

Rede Nacional de Cuidados Continuados Integrados - RNCCI

É constituída por unidades e equipas de cuidados continuados de saúde, e ou apoio social, e de cuidados e ações paliativas, com origem nos serviços comunitários de proximidade, abrangendo os Hospitais, os Centros de Saúde, os serviços distritais e locais da segurança social, a Rede Solidária e as autarquias locais.

Neste âmbito, entende-se por Cuidados Continuados Integrados o conjunto de intervenções sequenciais de saúde e/ou de apoio social, decorrente de avaliação conjunta, centrado na recuperação global entendida como o processo terapêutico e de apoio social, ativo e contínuo.
Os cuidados continuados integrados incluem-se no Serviço Nacional de Saúde e no sistema de segurança social, assentam nos paradigmas da recuperação global e da manutenção, entendidos como o processo ativo e contínuo, por período que se prolonga para além do necessário para tratamento da fase aguda da doença ou da intervenção preventiva.

A prestação de cuidados continuados integrados é assegurada por várias Unidades de tipologias diferentes, entre elas as Unidades de Internamento, as Unidades de Ambulatório, as Equipas Hospitalares e as Equipas Domiciliárias.

Cuidados Continuados Integrados

Rede Nacional de Cuidados Continuados Integrados - RNCCI

É constituída por unidades e equipas de cuidados continuados de saúde, e ou apoio social, e de cuidados e ações paliativas, com origem nos serviços comunitários de proximidade, abrangendo os Hospitais, os Centros de Saúde, os serviços distritais e locais da segurança social, a Rede Solidária e as autarquias locais.

Neste âmbito, entende-se por Cuidados Continuados Integrados o conjunto de intervenções sequenciais de saúde e/ou de apoio social, decorrente de avaliação conjunta, centrado na recuperação global entendida como o processo terapêutico e de apoio social, ativo e contínuo.
Os cuidados continuados integrados incluem-se no Serviço Nacional de Saúde e no sistema de segurança social, assentam nos paradigmas da recuperação global e da manutenção, entendidos como o processo ativo e contínuo, por período que se prolonga para além do necessário para tratamento da fase aguda da doença ou da intervenção preventiva.

A prestação de cuidados continuados integrados é assegurada por várias Unidades de tipologias diferentes, entre elas as Unidades de Internamento, as Unidades de Ambulatório, as Equipas Hospitalares e as Equipas Domiciliárias.