Ir para o conteúdo
Início
/
Institucional

INVESTIMENTOS NA ÁREA DOS EQUIPAMENTOS SOCIAIS E DA SAÚDE

A Unidade Local de Saúde do Norte Alentejano, EPE apresentou em 30 de junho de 2020 uma candidatura ao Programa Operacional Alentejo 2020 – Aviso ALT20-42-2019-59, denominada “Deslocalização na Vertente Construção e Requalificação de Infraestruturas para Cuidados de Saúde Primários”, a qual foi objeto de Aprovação em 27 de outubro de 2020.

Esta Operação contempla a deslocalização na vertente construção de Unidades de Cuidados de Saúde Primários, a deslocalização na vertente requalificação de Unidades de Cuidados de Saúde Primários, bem como a aquisição de equipamento médico, administrativo e informático. É composto pelas seguintes fases: 1.a) Deslocalização na vertente construção da Extensão de Saúde de São Salvador da Aramenha e Adaptação das futuras instalações da Unidade de Cuidados Personalizados de Marvão; b) Deslocalização na vertente construção da Extensão de Saúde de Gáfete; c) Deslocalização na vertente construção da Extensão de Saúde de Póvoa e Meadas; Deslocalização na vertente construção da Extensão de Saúde de Alpalhão. Ponto 2.a) Deslocalização na vertente requalificação da Unidade de Cuidados de Saúde Personalizados de Campo Maior; b) Deslocalização na vertente requalificação de Cuidados de Saúde Personalizados de Ponte de Sor. Ponto 3. Deslocalização na vertente construção da Unidade de Saúde Familiar Portus Alacer. Ponto 4. Infraestruturas Tecnológicas das Unidades de Cuidados de Saúde Primários.

Com as intervenções que se propõem efetuar ao nível de Infraestruturas e Equipamentos, destacam-se os seguintes objetivos: a) Para o utente: Oferecer ao cidadão segurança, conforto e sobretudo um serviço de excelência; Conferir maior acessibilidade do serviço de saúde na área de residência do cidadão, oferecendo melhores cuidados de proximidade; Melhorar a prestação de serviços médicos e de enfermagem a doentes que não necessitam de internamento hospitalar; Melhorar a prestação de cuidados a doentes que necessitem de serviços de enfermagem no seu domicílio, oferecendo os meios ambulatorizáveis e adequados; Contribuir para a Qualidade e otimização dos cuidados a prestar ao utente, como os consequentes ganhos em saúde. b) Para os Profissionais: Dotar os serviços de instrumentos capazes de proporcionar aos utentes melhores condições antes e depois de serem observados pelo médico; Facultar aos profissionais de saúde maior segurança e aumento de eficácia no desempenho das suas funções, colocando nos serviços equipamentos necessários de forma a prestarem cuidados de saúde mais diferenciados; Constituir motivo de atração de profissionais de saúde decorrente da atualização das suas infraestruturas e parque de equipamentos. c) De eficiência para a Organização: Reduzir os custos de transporte dos utentes para as Unidades de Saúde mais próximas; Melhorar de forma geral o próprio enquadramento de cuidados de saúde na ULSNA,EPE; Rentabilizar os meios técnicos e capacidade humana instalada no sentido de melhor aproveitamento dos mesmos, reduzindo custos; Renovar equipamento que já não apresenta condições de utilização.

 

Esta Operação é apoiada pelo Portugal 2020, no âmbito do Programa Operacional Alentejo 2020, com um investimento global de 6 173 475,94 €, dos quais 5 247 454,55 € são cofinanciados pelo FEDER.


Partilhar:
Ir para o topo
dolor. tristique Donec adipiscing felis justo ut ipsum id suscipit